Locais de tratamento

Locais de tratamento


Algumas cidades contam com clínicas-escolas especializadas em gagueira que oferecem atendimento gratuito para crianças, adolescentes, adultos ou idosos que gaguejam.

A ABRA GAGUEIRA e o Curso de Fonoaudiologia da Santa Casa de São Paulo fizeram uma parceria para a realização de um projeto de pesquisa com o objetivo de identificar os locais de atendimento especializado em gagueira em todas as regiões do Brasil. Em breve teremos os resultados disponíveis aqui no nosso site.

Atendimento Especializado Gratuito


A ABRA GAGUEIRA disponibiliza uma listagem de locais de atendimento especializados com o objetivo de auxiliar a localização de fonoaudiólogos que possam auxiliar no tratamento da gagueira. A ABRA GAGUEIRA não garante a competência desses profissionais ou a efetividade dos tratamentos oferecidos.

Esta lista não inclui todos os locais e/ou fonoaudiólogos especializados em gagueira e não abrange todas as cidades do nosso país. Caso você não encontre um profissional em sua cidade, sugerimos solicitar indicações do profissional mais próximo de sua cidade.

A ABRA GAGUEIRA incentiva que as pessoas que gaguejam relatem suas experiências terapêuticas tanto com os profissionais listados em nosso site como com outros profissionais e que notifiquem a nossa diretoria caso tenha havido algum erro em nossa lista.


SALVADOR

- BA
Clínica Escola do Centro Universitário Jorge Amado
Endereço: Avenida Luis Viana, 6775 - Paralela - Salvador. Fone: (71) 3206-8015
Atendimento gratuito para gagueira

Maiores informações:


VILA VELHA

- ES
Clínica de Fonoaudiologia do Centro Universitário Vila Velha.
Endereço: Rua Comissário José Dantas de Mello, 21 - Boa Vista - Vila Velha. Fone: (27) 3421-2192.
Atendimento gratuito para gagueira.

Maiores informações:


BELO HORIZONTE

- MG
Ambulatório de Fonoaudiologia do Hospital São Geraldo do Hospital das Clínicas da UFMG.
Endereço: Rua Alfredo Balena, 190 - 30130-100. Fone: (31) 3409 9580.
Atendimento gratuito para gagueira. O Posto do SUS deve fazer o encaminhamento e só depois procurar o Hospital São Geraldo (HC/UFMG) em Belo Horizonte.

Maiores informações:
colfono@medicina.ufmg.br


RECIFE

- PE
Grupos de atendimento GRATUITO a pessoas com gagueira
Universidade Católica de Pernambuco
Rua do Príncipe, 526 - sala C2 do Bloco G4
Recife - PE
Telefone: 2119-4000 (ramal 4024)

Maiores informações:
nadia@unicap.br


RIO DE JANEIRO

- RJ
Ambulatório de Fluência. Curso de Fonoaudiologia.
Faculdade de Medicina. Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Local: Instituto de Neurologia Deolindo Couto UFRJ
Endereço: Avenida Venceslau Brás, 95, Botafogo, Campus Praia Vermelha, RJ
A entrada para o ambulatório se realiza por meio de reuniões mensais do Grupo de Orientação Discutindo-Gagueira.
Os encontros mensais têm como objetivo discutir sobre gagueira, esclarecer sobre mitos, dar a visão científica sobre o tema, orientar pais de crianças que gaguejam e esclarecer sobre o ambulatório e regras de entrada para o tratamento pelo SUS, dentre outras propostas levadas pelos participantes.
Responsável: Profa Leila Nagib, fonoaudióloga especialista.CRFa 2807/RJ.
Dia das reuniões: segundas-feiras.
Horário das reuniões: 18h às 19h30.
Publico alvo: adultos que gaguejam e pais de crianças que gaguejam.
Datas das reuniões previamente marcadas para o ano de 2013:
18/03, 08/04, 13/05, 10/06, 08/07, 12/08.
Obs.: é vedada a presença de criança nas reuniões.

Maiores informações:
leilanagib.ufrj@gmail.com


RIO DE JANEIRO

- RJ
Clinica de Fonoaudiologia - Centro de Saúde da Universidade Veiga de Almeida.
Endereço: Rua Ibituruna, 108 - Vila Universitária - casa 9. Fones: 2574-8844 e 2574-8832.
Atendimento a baixo custo sujeito a análise social.

Maiores informações:


CAXIAS DO SUL

- RS
Clínica de Fonoaudiologia da Faculdade Fátima.
Endereço: Rua Alexandre Fleming, 454 - Bairro Madureira. Fone: (54) 2108-8403.
Atendimento para gagueira gratuito, com avaliação do Serviço Social e carência comprovada. Agendar horário para triagem social pelo telefone. Após avaliação será realizada a triagem fonoaudiológica.

Maiores informações:
laboratoriofono@faculdadefatima.com.br


PASSO FUNDO

- RS
Clínica Escola da Universidade de Passo Fundo.
Endereço: Bairro São José. Fone: (54) 3316-8498
Atendimento gratuito para gagueira.

Maiores informações:
fono@upf.br


GUARULHOS

- SP
Clínica de Fonoaudiologia da Universidade de Guarulhos UNG
Endereço: Praça Teresa Cristina, 1 - Campus I Prédio H - Centro Guarulhos. Fone:2464.1797.
Atendimento gratuito para gagueira. Agendar consulta pelo telefone.

Maiores informações:
www.ung.br/graduação/fonoaudiologia


SÃO PAULO

- SP
Clínica-Escola de Fonoaudiologia da Irmandade Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.
Endereço: Rua Jaguaribe 355 - Vila Buarque - São Paulo. Fone: 2176-7000 ramal 5741.
Atendimento gratuito para gagueira. Marcar triagem no local ou pelo telefone.

Maiores informações:
www.fcmscsp.edu.br ou diretoria.fono@fcmscsp.edu.br


SÃO PAULO

- SP
Laboratório de Investigação Fonoaudiológica da Fluência, Motricidade e Funções Orofaciais da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
Endereço: Rua Cipotânea, 51 - Cidade Universitária - São Paulo. Fone: 3091-7453.
Atendimento gratuito para distúrbios da fluência. Ligar na última segunda-feira do mês a partir das 8:00 horas, para agendar uma triagem.

Maiores informações:
http://www.fm.usp.br/fofito/fono/pessoal/clauandrade/lif.php


SÃO PAULO

- SP
Núcleo de Investigação Fonoaudiológica da Fluência do Ambulatório de Avaliação Fonoaudiológica da Universidade Federal de São Paulo.
Endereço: Rua Professor Francisco Castro, 36 - Vila Clementino.
(em frente ao Instituto do Sono)
Atendimento gratuito para gagueira.

Maiores informações:
http://www.unifesp.br/dfono/index.php


Como procurar um atendimento especializado


Antes de iniciar qualquer tipo de tratamento para a gagueira é muito importante saber algumas informações a respeito do profissional escolhido:

  • número de pacientes com gagueira que o profissional já tratou e a faixa etária dos mesmos;
  • qual a linha de trabalho e embasamento teórico da prática clínica;
  • quais os objetivos principais da terapia como, por exemplo, diminuição da freqüência da gagueira, redução da tensão envolvida na gagueira, diminuição dos comportamentos de evitação e antecipação, dentre outros;
  • quais os textos/livros sobre gagueira que o profissional indica para leitura, dentro da sua linha de trabalho;
  • quais os cursos, palestras, especialização, mestrado ou doutorado que o profissional realizou na área da gagueira.

É preciso lembrar que o profissional, geralmente um fonoaudiólogo, deve fazer uma avaliação completa e, com base nessa avaliação, selecionar a sua conduta.

Alguns exercícios que não servem para diminuir a gagueira podem ser úteis para o fortalecimento muscular, para melhorar a articulação, a respiração, etc. Com relação especificamente à gagueira, não há comprovação científica de que exercícios como falar de cabeça para baixo, assoprar, vibrar lábios e língua, por exemplo, tenham efeito na diminuição da gagueira (lembrando que o sopro ou as vibrações são ótimos exercícios em outros casos).

O mais importante é saber exatamente a função do exercício proposto e qual o resultado esperado.

O ideal é manter sempre um canal de diálogo aberto e ativo com o profissional.

Consulte a nossa lista de locais que oferecem Atendimento Especializado Gratuito

Autoterapia para Pessoas que Gaguejam


Associação Brasileira de Gagueira
LIF de Fluência, Motricidade e Funções Orofaciais da FMUSP
Editora Manole
2009

No Brasil, 1% da população apresenta alguma forma de gagueira e sofre com o preconceito e as desvantagens econômicas e sociais.

Em 2005, a Associação Brasileira de Gagueira criou o slogan "Gagueira não tem graça. Tem tratamento." atualmente utilizado em campanhas nacionais e internacionais de conscientização sobre a gagueira. No entanto, ainda são poucos os profissionais especializados no atendimento à gagueira em nosso país.

Neste contexto, A Associação Brasileira de Gagueira e o Laboratório de Investigação Fonoaudiológica da Fluência, Motricidade e Funções Orofaciais da FMUSP se reuniram para fazer a tradução e adaptação do livro Autoterapia para a Pessoa que Gagueja, escrito por Malcolm Fraser, da Stuttering Foundation of America.

Este livro é dedicado à todas as pessoas que gaguejam e ainda não encontraram uma forma efetiva de melhorar a sua fluência e também aos profissionais de Fonoaudiologia e Psicologia. Ele descreve o que pode e deve ser feito para aumentar a autoconfiança e superar as dificuldades decorrentes da gagueira.

O livro não substitui o atendimento especializado.

A renda obtida com a venda do livro será destinada para os projetos da ABRA GAGUEIRA.

http://www.manole.com.br/livros.php?id=2008

Nome:      Email:      


Copyright © 2005/2014. Associação Brasileira de Gagueira - ABRA GAGUEIRA

powered by
ID360 NM