Fórum Online

Fórum Online


Através do Fórum Online você pode participar das discussões e projetos da ABRA GAGUEIRA.

Escolha um dos fóruns abertos e escreva a sua opinião sobre os temas sugeridos, faça perguntas, tire suas dúvidas e proponha novas discussões.

A ABRA GAGUEIRA não se responsabiliza pelo conteúdo das mensagens postadas nos fóruns e reserva-se o direito de excluir mensagens consideradas impróprias aos seus objetivos.


Lei do Gago (Legislação Brasileira)

quinta-feira, 3 de maio de 2012


A Associação Brasileira de Gagueira - ABRA GAGUEIRA - abre este espaço para discutir a "Lei do Gago".

Acreditamos na importância de fomentar esta discussão junto às pessoas que gaguejam, familiares, profissionais da área da saúde, educação e todos aqueles envolvidos na busca de uma melhor qualidade de vida para as pessoas com gagueira.

Em 1999, o deputado estadual Diogo Tita (na época do PMDB-MS) apresentou um projeto de lei sobre a concessão de desconto na tarifa de telefonia aos portadores de distúrbios na fluência e na temporalização da fala.

O projeto foi aprovado e as empresas de telefonia celular do Mato Grosso do Sul deverão conceder 50% de desconto nas tarifas.

Esta lei está sendo discutida também em outros estados e a ABRA GAGUEIRA, como órgão representativo das pessoas que gaguejam, vêm discutindo juntamente com seus representantes os vários aspectos que esta lei envolve.

Participe também enviando os seus comentários e sugestões.

Saiba mais:

 http://www.abragagueira.org.br/forumonline.asp?id=6

 http://noticias.r7.com/economia/noticias/gagos-pagam-meia-tarifa-de-celular-em-mato-grosso-do-sul-20120222.html?question=0

 http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,em-mato-grosso-do-sul-gagos-tem-desconto-no-celular-,838944,0.htm

 http://extra.globo.com/noticias/economia/lei-da-desconto-de-50-na-conta-do-telefone-para-quem-gago-4042526.html

 http://g1.globo.com/amazonas/noticia/2012/03/gagos-poderao-ter-50-de-desconto-em-contas-de-celular-em-manaus.html

http://gagueira.org.br/conteudo.asp?id_conteudo=253

 http://www.metro1.com.br/portal/?varSession=noticia&varEditoriaId=10&varId=59




Comentários (103):
08/06/2016
12h55min
Daniela Aparecida Cardoso (Daniela Aparecida Cardoso)
Moro em uma cidade relativamente pequena conheço muita gente e sou conhecida, não só pela família mas pelo fato da gagueira, na escola me atrapalhou muito, durante a infância sempre tive poucos amigos, até tenho 02 primos de 3º grau que também são gagos. Me privei de muita coisa, por medo de gracinhas, e rejeição, completudes de frases, risadas, mas hoje estou no 9º período de Psicologia, buscando estudar entender a mente e o comportamento humano, Meu filho de 3 anos está apresentando algumas vezes a gagueira, eu o amo e o aceito como é, mas vejo com outros olhos, e já procurei ajuda profissional, pois não quero que ele sofra tanto com as consequências como eu sofri e sofro as vezes, mas já me aceito bem mais, lendo esses tópicos despertou em mim uma vontade de ajudar mais pessoas com grupos de apoio, vou me juntar a profissionais e estudar formas pra que logo exista um grupo de apoio em Goiás.
24/05/2016
12h57min
Amábile (Amábile)
Olá pessoal, chega de sofrimento, ja deu !!! Faço aulas de oratória com um profissional extremamente experiente em solucionar problemas relacionados a fala e principalmente gagueira. Como coisa boa é difícil alguém repassar, decidi tomar esta iniciativa !Todas as aulas tenho contato com gagos, gagos em evolução e gagos curados, isso mesmo, pra quem acha que não tem cura, TEM SIM e eu provo !qualquer coisa entrem em contato e passo mais informações, analista.logistica.senac@gmail.combjs a todos e dá pra reverter isso e rápido ! bjs
21/05/2016
20h59min
Gabriel Ribeiro (Gabriel Ribeiro)
Moro em São Paulo, desde de criança sou gago, na minha infância sofri muito preconceito e bullyng, sou a favor da lei, completei o curso técnico e agora estou no 7º período na Graduação em Sistemas de Informação, apresentação e seminário sempre me deu a pior sensação do mundo, mas não podemos desistir dos nossos sonhos e sempre lutar por eles.
26/04/2016
16h16min
Alan Borges (Alan Borges)
Olá meu nome é Alan, e sofro com uma leve gagueira, o que já é o suficiente para me prejudicar na minha vida profissional. Quando vou tentar vender uma ideia, e começo a falar essa ideia, começo a gaguejar e com isso as pessoas não tem confiança naquilo que estou dizendo, a ideia pode ser muito boa, porém na hora da apresentação não consigo expor de uma forma clara, e isso já me tirou varias oportunidades de crescimento. Na minha opinião, os gagos e as pessoas que titubeiam no momento da fala, são vitimas do preconceito e ignoram nossa capacidade mental.
19/03/2016
20h38min
Ezequiel (Ezequiel)
ñ foi fácil conseguir tratamento, não é qualquer fono que sabe e quer ajudar. Consegui por um parente! Graças a Deus! A fono ligou na faculdade e conversou com o coordenador para os professores pegarem leve, nas apresentações. Ajudou no início do curso!! A fono passou muito exercicios para a cavidade oral, foram bons. Mas o que mais ajuda até hoje é o ato de cantar!! Isso mesmo!! Quanto mais canto, menos gaguejo!! E se fico muitos dias sem cantar ou conversar a gagueira piora consideravelmente!! Portanto canto, no chuveiro, todos os dias antes de ir ao trabalho!! Graças a Deus tem ajudado e muito
08/03/2016
16h49min
samuel bernardo costa silva (samuel bernardo costa silva)
ola, meu nome e Samuel tenho 18 anos, trabalho como auxiliar logístico, sou gago dez dos meus 2 anos, hj em dia dps de três fonos, só quem convive muito comigo percebe, tenho meu trabalho, namoro, tenho uma vida normal, mais só eu sei o quanto sofri bulling, o quanto fui menosprezado, fui escada no meu trabalho para outros c vangloriar do meu esforço . ate msm meus pais sempre me apoiam e tudo. mais so quem sabe oq e a gagueira vai entender oq estou falando. ainda tenho um longo caminho ate ficar livre d vez disso .. muitas pessoas que sofrem com isso tenho certeza que c sentem sozinhas, isoladas e etc como eu tbm me sentia ! mais não vcs não estão sozinhos
26/01/2016
04h16min
Júlio César (Júlio César)
Olá sou Júlio e também sofro com esse problema, eu sempre gaguejei mais só fui perceber isso na minha juventude quando ia fazer apresentação na escola, minha voz trava e não consigo falar e quando consigo gaguejo
19/01/2016
23h01min
Veridiane Vieira dos Santos (Veridiane Vieira dos Santos)
Boa noite, fui chamada para uma entrevista de emprego, através de uma indicação de uma amiga, chegando na entrevista, o empregador mostrou ser simpático e que gostou do meu perfil profissional, só que no meio da entrevista gaguejei de leve, e esse foi o motivo para eu não consegui a vaga, pois, o entrevistador ligou para a pessoa que me indicou para falar que gostou muito de mim, só que infelizmente eu era gaga, o que fazer?
05/12/2015
22h46min
Miriã Silva (Miriã Silva)
Olá, tenho 15 anos e sofro muito com a guagueira , já tentei parar de guaguejar lendo livros, mas não adiantou , sofro com isso desda segunda série , meus colegas ficava me imitando e colocaram vários apelidos constrangedores que me fizeram chorar muito, é quando chegava em casa eu também sofria, meus pais não aceitavam eu ser daquele jeito.Já passei vergonha na frente da igreja, minha vontade era de me matar , mas sei que pra Deus isso não tem perdão. Fui apresentar um trabalho na escola, passei uma vergonha eles me olhavam com uma cara de nojo, e também perdi muitas amizades , as garotas não queriam ser amiga de uma garota que não consegue falar!. Já apanhei dos meus pais por ser assim, nas eu não tenho culpa se nasci assim, guaguejo muito perto dos meus pais , mas quando conheço pessoas novas não guaguejo , meus pais me traumatizaram muito,
05/12/2015
11h53min
Raylza Santos (Raylza Santos)
sou gaga desde os meus 8 anos de idade, na escola sofria muito e por vezes chorava sem parar, quase entrei em depressão mas não deixei isso me pegar. fui a luta! hoje estou indo para o 4° ano fa faculdade de fisioterapia e trabalho na area de atendimento de uma empresa grafica, convivo com pessoas diariamente. por vezes noto alguem querendo rir quando estou falando, ou me olhando como eu fosse um ser de outro mundo, mas hj ja nao me doi tanto, so meu unico medo é meu tcc que eu travo em frente a varias pessoas, mas creio em Deus que dará tudo certo... nao desista de seus sonhos, objetivos. Deficiente é quem não entende a dificuldade dos outros!
22/10/2015
09h54min
Santos (Santos)
Gostaria de manifestar apoio à Lei do Gago. A pessoa com deficiência de fala sofre elevada estigmatização social, não raro o mercado de trabalho se fecha em discriminação a essas pessoas. Nesse projeto de lei deveria ser proposto um incentivo fiscal para as empresas que contratassem pessoas com gagueira por exemplo. Assim como já tem obrigação legal pra outros tipos de deficiência como é o caso de cadeirantes, deficientes auditivos ou de fala...
24/07/2015
21h40min
Demetrius (Demetrius)
Boa noite. Sou gago desde a infância, muitas pessoas não percebem, pois, troco palavras longas por palavras curtas, pra mim fáceis de falar. Apesar disso, o meu próprio nome, pra mim, é difícil de pronunciar e muitas vezes as pessoas perguntam meu nome e eu não consigo dizer (Demetrius). O pessoal ri, dá gargalhadas, porque não sabe. Só quem passa por isso sabe o que eu quero dizer. Ontem eu fugi de uma entrevista de emprego, um teste em grupo, em que todos tinham que se apresentar e o fato de ter que dizer meu nome, ou melhor, de não conseguir dizêlo em público, me causou muito medo e fugi... é uma situação muito chata, perco várias oportunidades. Preciso de ajuda. Obrigado a todos
16/07/2015
01h27min
Junior Sousa (Junior Sousa)
tenho 19 anos, sou gago deis de quando comecei a falar, muitos preconceitos , já perdi empregos por não saber me comunicar. Porém, sou esperto , sei de muitas coisas , e quando vo expressálas , chego na metade e acabo perdendo a fala e travo de vez , a mente de uma pessoa gaga , é bem mais fluente do que uma que consegue se comunicar normal !
06/07/2015
15h11min
Mauro Assis (Mauro Assis)
Meu nome é mauro, sou casado, tenho duas filhas, 44 anos, a gagueira já me tirou algumas coisas como: Entrar para o serviço militar (não permitem gagos), autoestima, vontade em não falar em público, tristeza, perdas de muitas oportunidades. Isto por que nos rotulam como pessoas nervosas e desequilibradas, outros até acham que um susto resolve. Enfim, fico pensando nas crianças e adolescentes que são submetidos a apresentar trabalhos em público, pensando assim já fico arrepiado. Acho que a primeira coisa que tem que acontecer e nos unirmos e nos aceitarmos como somos. Depois nos organizarmos e conquistarmos políticas inclusivas como a questão da telefonia, concurso público e buscar junto ao MEC Ministério da Educação e Secretárias Estaduais e Municipais de Educações políticas e práticas afirmativas de inclusão e respeito a pessoa com disfluência. os professores tem que ter sensibilidade no trato a pessoa com gagueira, digase de passagem, quando nos inscrevemos para o vestibular declaramos a raça e sexo, por que não a condição de gago, é sim um fator de deficiência, entendendo que a fala é o principal cartão de visita do ser humano. mauro
10/06/2015
10h07min
Elisson (Elisson)
Tenho uma apresentação de pósgraduação e já estou ansioso, coração dispara, mais vou tentar enfrentar, para apresentação, faço tratamento a um ano , mais tem dia que esta em possível, alguém pode me ajudar e me acalmar?
18/05/2015
22h20min
José (José)
u.u Nossa lendo esses comentários, percebo que TODOS nós, sofremos muito PARECIDO... Como gagueira, IMPEDINDO tanta gente de conseguir um EMPREGO, nao é considerada uma DEFICIÊNCIA? nO MEU CASO SOU CONCURSADO, por isso não sofri com essa PARTE, aos amigo(a)s que assim sofrem, recomendo estudarem com foco e muita determinação, que concursos públicos FEDERAIS e até mesmo uns ESTADUAIS, estão pagando razoavelmente... Abraço à todos!
18/05/2015
11h51min
Jaime Aires Dionysio (Jaime Aires Dionysio)
Sou gago tenho 49 anos digo todos somos gagos fiz terapia me ajudou muito ajudo a não me esconder.Sou advogado oab/sp 162.750,e professor de história sempre na luta. Eu aceito o problema não posso falar que sou um orador.Em certas situações até fico surpreso e penso putis como falo bem kkk. Séria cômico mas somente quem sabe e tem o problema entende.Meu conselho é gagueje sem esconder o problema e pense ninguém é fluente. Um abraço a todos lutem pelo seus sonhos.
17/04/2015
17h11min
claudia silva (claudia silva)
Sou gaga desde quando comecei a falar,não fiz faculdade perdei varias oportunidades de emprego.A vida de uma pessoa que gagueja e um verdadeiro inferno,as pessoas não nos entendem tem preconceito.J´pensei em me matar sei que para Deus isso não tem perdão.Deixei de ir para igreja pois até na igreja as pessoas não entende .Deveria ser considerado uma deficiência pois no mercado de trabalho sofremos muita descriminação.
15/04/2015
11h00min
Danillo Alvees (Danillo Alvees)
Eu quando criança nunca havia notado, acho que eu não era gago, más em torno dos meus 15, 16 anos, em tempo de final de Ens, Fundamental pro ensino medio. Comecei a notar isso, em apresentação á turma, conversar com o profº, sempre foi dificil, o mais terrivel é em entrevistas de emprego, tento sempre manter a calma e bola pra frente, creio qe seja hereditario, ou mesmo psicológico. Fui procurar sobre assuntos e vi a possibilidade de cura, graças a Deus.
17/03/2015
20h17min
Jéssica Marília (Jéssica Marília)
Olá! Sou Jéssica. Tenho 17 anos e desde sempre eu sofro com esses meus disturbios de fala. Meu pai é gago e acho que puxei a ele. Na escola e na propria familia sofro muito com isso. Minha mãe não tem condiçoes para pagar um fonoaudiólogo,então tenho que conviver com isso... Acho que essa lei seria vantajosa para varios,porem, plas pessoas que gaguejam não gostam de ser tratadas com indiferença. Acho que só a aceitação e o respeito ja iria resolver muita coisa.
04/02/2015
15h31min
Lucas Pádua (Lucas Pádua)
Sou gago desde sempre, eu acho, e sempre sofri por isso. Já perdi 3 faculdades por esse motivo e me arrependo, pois deveria ter continuado. Contudo, tenho vitórias tb p contar. Com muita dificuldade sempre, consegui me formar Sargento da FAB e, no ano passado, Oficial. Como todos os gagos, tenho maiores dificuldades em situações de intensa pressão e, particularmente, ao telefone.Se quiserem me add no Face, meu email é lucaspadua84@yahoo.com.br.Forte abraço a todos!
28/01/2015
17h34min
giseli de Araujo Moreira (giseli de Araujo Moreira)
Quero muito que a gagueira seja considerada deficiência, pois sofro muito em entrevistaa de emprego. Tenho estudo e o currículo é bom, mas quando falo gaguejando sinto uma certa indiferença.
02/12/2014
06h22min
lourivaldo pereira dos santos (lourivaldo pereira dos santos)
ola tambem sou gago desde pequeno! tenho muita dificuldade em me expressar na faculdade de historia que tanto amo! E lamentavel como estou realizando um dos meus sonhos que e fazer Historia e ter esse problema. Nao sei o que fazer , porem sou adepto da ideia de que temos que obter tratamento pelo SUS.
29/11/2014
14h31min
Thiago Silva (Thiago Silva)
As pessoas pensam q as pessoas gagas são burras....Não da para entender, pois eu sou um dos melhores alunos da sala... A gagueira tem sim, que se considerado como deficiencia ... perdir varias vagas de trabalho por ser gago
10/11/2014
20h23min
ozires de araujo silva (ozires de araujo silva)
Sou a fabor de qualquer causa a favor do gago porque eu sou gago tambem tenho esta dificudade de si espreçar ao fala no telefone poriso e bom uma lei que nos apoia essa nossa dificudade na fala e muitas pessoa zombas de nos
23/10/2014
12h15min
Paulo Roberto Silva Pereira (Paulo Roberto Silva Pereira)
Gaguejo desde criança. Más nos dias de hoje, tenho conseguido fazer um controle respirando com maior facilidade, o que antigamente, gerava um desconforto enorme. Falar era penoso demais. Estigmas, sempre houveram. A minha timidez vem decorrente disto tudo. Perdi grandes oportunidades em minha vida por conta disto tudo. Más hoje sou caso, tenho filhos e lamento muito o fato de ser gago. Não há nada pior nesta vida do que alguém que não consegue se expressar direito.
14/10/2014
23h35min
Manoel bandeira rocha (Manoel bandeira rocha)
Eu queria qe os gagos se esperassem por mensagens na faculdade , pra reclamações em telefonias celulares , qem concorda comigo me adiciona no face ( maneol bandeira rocha )
14/10/2014
23h28min
Maneol bandeira rocha (Maneol bandeira rocha)
Olá gente , me chamo manoel sou gago também e sei o quanto e sofrido ser gago, soofro muito quando preciso faser uma ligação pra tratar de algum assunto , como por exemplo faser uma reclacao em alguma central de atendimento, eu cho q deveria aver uma espécie de expressão para o gago se expressar através de mensagens , seria muito mais fácil , e na faculdade também e em todo setor em qe exige ao gago a se expressar .. Me adicione no face ,( manoel bandeira rocha )
17/09/2014
14h42min
FERNANDO AURELIO DE PAULA ANDRADE (FERNANDO AURELIO DE PAULA ANDRADE)
Tenho 51 anos e ja sofri e sofro muito com a gagueira. Minha vida foi e é uma luta. Gostaria de saber se concordam com uma lei federal por bullying para gagos, esta esta sendo minha luta. Obrigado
27/08/2014
11h17min
alessandra raquel (alessandra raquel)
ola! Meu nome e Alessandra, tenho 32 anos e sou gaga. Faço faculdade de Enfermagem e tenho muitas dificuldades em apresentar seminários. inclusive tive problemas com dois professores por me descontarem pontos na minha apresentação devido a essa minha dificuldade. Me interessei por este site, pois, nao me sinto a unica gaga na face da terra.Moro no Estado do amapa e infelizmente nao temos esse grupo de apoio. gostaria muito de fundar, mas morro de medo de falar em publico. obrigada
09/07/2014
11h21min
gabriel kail (gabriel kail)
Tenho 18 anos e sou gago, e eu particularmente não gaguejo com tanta frequência quando falo ao telefone, pois trabalho com comercio e curso enfermagem. Minha grande dificuldade msm é de me expressar em público ou então então em situaçoes que me deixem desconfortáveis. Acho que maior parte da minha gagueira é psicologica, por que sinto que ela se agrava quando me exponho a determinadas situações, quando estou anciosa, nervosa e outras mais
06/07/2014
01h41min
Sebastiao Mario Amós (Sebastiao Mario Amós)
Eu sou gago quero fazer geologia e mina universidade pedagogica como vou apresentar meus trabalho da faculidade
19/09/2013
11h54min
Lucas Frota (Lucas Frota)
Gente, eu sou gago e me interessei muito pelo site, vou deixar aqui a minha opinião.Eu acredito que algumas leis poderiam ser úteis nas nossas vidas sociais e profissionais, que é onde a gegueira mais atrapalha, mas nós não podemos contar com as leis para agirmos. Não podemos esperar alguma lei ao nosso favor, na realidade não precisamos de leis, precisamos de tratamento. Nós conseguimos vencer nossas dificuldades sem a ajuda de alguma lei, eu sei que as leis seriam boas para nós. Mas o tratamento é necessário, as leis não são.
27/07/2013
12h08min
Wellington f. (Wellington f.)
Sou parcialmente gago,mas vou fazer faculdade de educacao,e havera muitos trabalhos de apresentacao.queria saber com alguem se eu posso optar por chamada oral....que Deus abencoe a todos nos!!!!!
21/06/2013
22h33min
marcos nascimento vieira (marcos nascimento vieira)
oi sou gago,trabalho com atendimento,confesso que hj sou bem tranquilo em relaçao a minha gagueira,no trabalho e faculdade levo normal.mas quando tem algum trabalho para apresentar e sempre fico nervoso,quem quiser me add no face é:marcos nascimento vieira,para trocarmos experiencias sera otimo.
28/05/2013
21h26min
david almeida (david almeida)
pessoal que tem facebook vamos nós manifestar para os politicos para criarem mais leis para o nosso benefício como lei da cotas aos estudantes que sofrem com esse problema ao gago fica isento de apresentar tcc na faculdade
12/04/2013
20h13min
david silva almeida (david silva almeida)
na verdade pessoal nenhum gago pediu pra nasce com esse problema as pesoas gagas tem poucos direitos na sociedade os politicos só fazem leis para beneficiar lós a ele como aumento dos seus salários qe besteira devia fazer leis para o gago fica isento de apresentar o tcc na faculdade vcs concordam pessoal seria muito melhor para nós gagos kkk
12/04/2013
18h27min
Borges Inacio Pinda (Borges Inacio Pinda)
Boa noite gente da Comunidade Guagueira e os seus simpatizante. tambem sou gago. e so para desejar mais florca e saber se a ABRA GAGUEIRA naop pensa em um dia caminhar a passos galopante a alem fronteira para o mundo lusofono e/ou em paises de PALOP afim de trocar esperiencia com pessoas da mesma comunidade? sou mocambicano e gostaria de ser membros desta associacao e ou me ajudarem a criara uma associacao no meu pais, visto que ja tentei e nao tive quem me apoiar
09/04/2013
17h07min
Geane M. M. Mascani (Geane M. M. Mascani)
Sou a favor das cotas.pois , onde está a igualdade das pessoas portadoras deste distúrbio, sim porque isso é distúrbio, onde as pessoas que a possuem não consegue falar no mesmo ritmo que as outras. Não tem nada a ver com cotas para negros ou pobres pois isso não é distúrbio. Tente falar com um gago no telefone e você v erá que muitas vezes ele levará muito mais tempo pra expor suas ideias. Portanto sou a favor sim.
26/03/2013
13h47min
Francisco (Francisco)
Olá gente tbm sou gago e gostaria de conversar com pessoas que também gaguejam,para trocar experiências,meu msn é:edesonfs@hotmail.com
26/02/2013
22h16min
wellington cleiton (wellington cleiton)
Olá, sou gago desde os meus 03 anos de idade, e sou bastante revoltado com isto, porque as vezes, em determinadas situações viru motivo de chacota por causa dessa desgraça que é a gagueira, não me aceito assim. porque tem dia que quase não gagueijo e outros dias que quase não consigo falar, tenho muita vontade de cursar uma faculdade mais só em pensar nesta desgraça da gagueira já me desanimo e hoje istou aquir, estacionado no 2ª grau, sou bastante interessado nos meus estudo, sou funcionário publico, trabalho como digitador mais tenho muita dificuldade de me relacionar. acho que a medicina não ver isso como uma doença e sim como nervosismo engano de quem não é gago.
11/02/2013
20h21min
Maria Regina Oliveira da Costa (Maria Regina Oliveira da Costa)
Sou estudante de Pedagogia e vou elaborar meu tcc em cima do tema GAGUEIRA . O objetivo de escolher este e pq meu filho e portador desta disfluência. Concordo com alguns colegas q se dizem contra a redução tarifa, pq todos devem ser tratados da mesma forma e a partir do momento q procuro formas de ajudar estou destacando o problema.Da mesma forma podemos classificar a cota para negros , suas capacidades são a mesma e pq não competir de igual pra igual ?
07/02/2013
02h21min
Francisco de Assis Júnior (Francisco de Assis Júnior)
Já fui mais gago do que sou hoje,pois não conseguia apresentar os seminários sem gaguejar, porém venci o medo de falar e hoje sou professor. quase não gaguejo mais, dou aula tranquilamente, porém ,percebi que perdi 2 vagas de emprego em escolas, porque fiquei nervoso e voltei a gaguejar . considerei esses dois acontecimentos como preconceito, já que as entrevistadoras questionaram sobre a minha fala.
29/01/2013
21h25min
HELLEN CRISTINI SANTOS DOURADO (HELLEN CRISTINI SANTOS DOURADO)
Eu comecei a gaguejar depois que levei um choque de uma geladeira velha que tinha casa da minha avó. Eu fiquei me tremendo toda e enquanto estava tremendo tentei falar com uma vizinha. Eu era bem pequena, mas me lembro como se fosse hoje. Desde então, gaguejo sempre. Não sei se meu problema é psicológico ou não, pois gaguejo em casa, na rua, falando com meus parentes, meus amigos e ao telefone. As vezes eu falo normalmente em outros momentos não. Qualquer coisa que venha a facilitar a nossa inclusão no mercado é bem vinda. Eu sou formada em administração e não consegui ainda uma vaga, nunca consigo passar na fase da entrevista.Estou tentando passar em um concurso público, sou gaga e não burra.
28/11/2012
21h32min
izabela thais (izabela thais)
olá queridos!!! sou estudante de Fonoaudiologia e estou elaborando um projeto sobre disfemia(gagueira) e as praticas do bullyng., resolvi abordar este tema, pq este tema tao importante muitas vezes passa despercebido pelas pessoas. eu tbm defendo qualquer iniciativa a favor das pessoas que tem disfemia.
28/10/2012
13h46min
Elizeu Leite de Amaro (Elizeu Leite de Amaro)
tenho 24 anos, sou gago desde pequeno, e tudo que vem a favor do gago é bem recebido, mas o que eu mais queria é uma lei que venha a punir as pessoas que faz eu sofrer BULLYING, já terminei os estudo e sofri muito com isso na escola, pretendo fazer faculdade, mas uma lei que me defendesse seria mais recebido.
18/10/2012
00h13min
Mônica Nogueira Barreto (Mônica Nogueira Barreto)
Eu tenho 17 anos e sou gaga, e eu particularmente não gaguejo com tanta frequência quando falo ao telefone, talvez por que o meu ouvinte não possa me ver. Minha grande dificuldade msm é de me expressar em público ou então então em situaçoes que me deixem desconfortáveis. Acho que maior parte da minha gagueira é psicologica, por que sinto que ela se agrava quando me exponho a determinadas situações, quando estou anciosa, nervosa e outras mais. E quanto a essa "emenda" eu acredito que existem outras formas de beneficiar essa nossa classe, não que não seja uma boa ideia por que existem pessoas com um tipo de gagueira mais complexo do que o meu, e que realmente precise deste beneficio, mas so acho que essa medida não ser tão eficaz, e não beneficiará a todos.
27/09/2012
16h49min
JB Santos (JB Santos)
Acredito que no meu caso, e talvez de outros, a gagueira está relacionada a problemas psicológicos. Após descobrir uma traição, percebi que andava com o corpo mole e gagueijando muito. Resolvi perdoar, simplesmente pelo motivo que nenhum de nós está fora desa lista, e vejo que hoje a minha gagueira está melhor.
28/08/2012
10h50min
wesleybatistadasilva (wesleybatistadasilva)
sou gago desde de pequeno sofro preconceito no meios dos meus colegas de facul dade e acho uma boa ideia sou a favor e apoio essa ideia.
17/07/2012
15h22min
Fernando Salcides (Fernando Salcides)
Eu sou contra. Acho uma grande palhaçada, uma perca de tempo. Na minha opinião devemos lutar por algo real, e que realmente nos beneficie, e não por "micharia". Acho que os gagos precisam de muito mais, como por exemplo uma Lei que considere a Gagueira deficiência, para facilitar o ingresso no mercado de trabalho, concursos publicos, etc. Pois o gago sofre preconceito e dificuldades em todas as areas.
29/06/2012
15h06min
Sônia Maria Barbosa Cebalho (Sônia Maria Barbosa Cebalho)
Deveria haver uma avaliação do quadro da gagueira, a fim de estabelecer se o paciente receberia esse benefício.
29/06/2012
12h08min
RICARDO DOS SANTOS MACHADO (RICARDO DOS SANTOS MACHADO)
O pior da gagueira é quando você precisa de expressar bem e neste momento gagueja. Quem está te ouvindo, está avaliando e faz um pré julgamento equivocado de que você não tem firmeza no que fala (como se fosse fácil). As pessoas que possuem um excelência fluencia na voz não estão preparadas para julgar quem possui algum tipo de gagueira. Toda ação que vise nos apoiar é bem vinda.
02/06/2012
12h23min
Robson Gomes (Robson Gomes)
Sou a favor dessa lei,sou gago e estudante de Direito e sei o quanto esse problema prejudica na minha profissão.Não acho preconceito nenhum essa lei,vem dar a pessoa que gaguega um desconto na tarifa telefonica em virtude do gasto maior do gago ao falar,as dificuldades de falar ao telefone.Vamos lá fazer valer nosso direitos!!!!!
01/06/2012
08h34min
Georgiana (Georgiana)
é muito importante que ações sejam direcionadas às pessoas que gaguejam. Achei a iniciativa desta Lei um passo a frente na aceitaçao da pessoa que gagueja na sociedade, pois esta ainda não está preparada, muito menos conscientizada das necessidades específicas do gago. É uma luta! Vamos em fente!
29/05/2012
13h03min
Gianne França (Gianne França)
O preconceito e o Bullyng existem por força da mídia em achar engraçado personagens gagos.Ã% fácil ver em programas de humor,novelas,filmes e até desenhos um personagem gago do qual é sempre visto como o PALHAÃ+O.Ser gago é muito dificil,baixa a estima,nos fere a alma e nos limita até em empregos/profissões.Meu filho de 10 anos é gago (severo) e passa certos constangimentos na escola,principalmente em aula de literatura.Mas estou tendo um pouco de assistencia dos professores.Acho que deveria existir uma palestra em escolas que tenham alunos com esse problema.
29/05/2012
11h12min
JAEAN CARLOS DE CARVLHO SOUSA (JAEAN CARLOS DE CARVLHO SOUSA)
se for bom para a pessoa que gagueja é valido, mais o preconceito é a maior parte da culpa, muitas pessoas acham a gagueira uma diversão para eles que não gaguejam, muitos programas ridicularizam as pessoas gagas, a gaga de ilheus é uma delas, novelas botam personagens gagos, e esses personagens tornanse pessoas que gaguejam na vida real, a televisão ensina tudo..............
29/05/2012
11h03min
marcos (marcos)
Concordo com a "janaina". Temos que ter um tratamento gratuito e eficaz para que possamos deixar de gaguejar.
28/05/2012
14h28min
JEAN CARLOS DE CARVALHO SOUSA (JEAN CARLOS DE CARVALHO SOUSA)
qualquer coisa que favoreça é muito útil, mais enquanto existir o preconceito fica tudo mais difícil, tem que mudar o pensamento das pessoas em relção a gagueira, o preconceito nunca acaba enquanto existir personagens de novelas gagos, porque, pra quem gagueja na vida real, logo esse personagem vira a pessoa que gagueja na vida real, obrigado!!!!!!!!!!!
28/05/2012
12h41min
Janaína (Janaína)
Moro em Goiânia tenho 30 anos e sou gaga desde sempre...rsrsrsr. Sou contra essa lei e acho uma palhaçada, os gagos precisam é de serem respeitados e, acima de tudo, ter acesso a bons tratamentos. Muitos gagos nem tem celular pq não consegue um espaço no mercado de trabalho, nem tem dinheiro pra pagar a conta. Queremos é estudos e pesquisas para termos um tratamento eficaz, cansei de fazer fono e nunca resolveu nada, mesmas historias, mesmos exercicios....afffff. O que me ajuda muito é um medicamento contra ansiedade que tomo diariamente passado pelo psiquiatra, tudo que consegui foi com muito, muito, muito esforço e acima de tudo aceitação. Sou casada, tenho um filho, farmacêutica formada e trabalho no balcão de drogaria atendendo telefone e clientes, tenho minhas dificuldades mais não desisto pq não sou melhor nem pior do que ninguém. Depois de muita depressão, medo de falar e tristeza, aprendi a me amar e ser feliz assim; torço pra que algum dia, nós gagos, possamos ter a esperança de sermos fluentes.
28/05/2012
08h55min
Norma Barros (Norma Barros)
Parabéns!! Gostei muito desta iniciativa, sou fonoaudióloga e trabalho com adultos e crianças é importante sabermos das novidades.Um abraço a todos.NORMA
27/05/2012
21h30min
Priscilla (Priscilla)
Também sou a favor de qualquer iniciativa que beneficie os portadores de disfemia, no entanto, essa lei ajuda muito pouco. O que deveríamos lutar é pela igualdade de direitos aos deficientes físicos, sobretudo, em concursos públicos, uma vez que existe ainda muita discriminação gerando grandes injustiças em qualquer âmbito social. Sendo assim, seria muito mais válido conscientizar a população leiga acerca das atitudes preconceituosas e segregadoras de muitas pessoas que tratam os gagos com desrespeito. Há ainda muito tabu em se discutir o assunto de forma aberta. Mais que abaixar tarifas, o governo e as companhias, em geral, deveriam: dar mais assistências aos disfêmicos, disponibilizando tratamentos gratuitos ou pelo menos mais acessíveis; incentivando pesquisas sobre o assunto, buscando parcerias com outros países, no intuito de diminuir custos de todos os tipos de tratamento já existentes;promovendo campanhas de conscientização, informação e respeito para com os disfêmicos buscando, principalmente, atividades que amenizem o sofrimento dos gagos.
27/05/2012
12h20min
André Nunes (André Nunes)
Não sou a favor dessa Lei, ate porque não ajuda em nada a nós gagos, porque não fazer uma lei tirando o imposto do Speech Easy? um aparelho desse é muito mais beneficente que pagarmos menos por falar ao telefone!
26/05/2012
20h59min
tulio josé de miranda pereira (tulio josé de miranda pereira)
oi,tudo bom com voces!!!me chamo tulio moro em divinópolis,mg,tenho 25 anos.Sofro de gagueira desdeos 10 anos,mas eu acho que é um pouco de hereditariedade,pois na minha família tem 4 gagos adultos,e 2 crianças dando lapsos de gagueira.Quero primeiro agradecer ao site abragagueira este espaço concedido,pois parece que na área da saude ninguém da á mínima.em respeito a enquete não acho justo abaixarem as tarifas telefonicas para gagos não,precisamos é de tratamento,e não de esmola.Sou a favor de abaixarem o preço do aparelho,seções fonoaudiólogicas pelo sus,pelo menos na minha cidade não existe,cada consulta é no mínimo 45 reais,imagina um pobre fazer 2 consultas por semana!!!tem que parar de comer para tratar!!!E essa é uma questão que atrapalha muito a vida pessoal e profissional,eu por exemplo,não consigo me relacionar afetivamente com ninguém,e em entrevistas de emprego sempre me dou mal!!!mas peço a deus todo dia para me dar força pra superar esse problema.porque uma pessoa normal mata 2 leoes por dia ,o gago mata 10.chego a ter dores na gargantade tanto esforço que faço p falar!!!CONVIDO a vcs para mantermos nos comunicando paratrocarmos idéias e experiencias meu imail é tuliomiranda25@gmail estou.com voces nessa luta!!! foi um prazer poder compartilhar um pouco da minha históriacom vcs!!!
26/05/2012
19h52min
Eduardo Sousa da Silva (Eduardo Sousa da Silva)
Acho válido tudo que venha em benefício das pessoas que gaguejam. O incentivo na conta telefônica é importante para estimular as pessoas que gaguejam a usarem o telefone e buscarem quebrar o temor de falar no referido aparelho, ajudandoas a melhorar sua fluência.Acho importante destacar que estabelecer um benefício como este para portadores que gaguejam não é suficiente para reduzir os problemas que eles enfrentam, bem como é importante esclarecer melhor que tipo de benefício é possível se obter na conta telefônica (é no telefone fixo, no celular ou nos dois?).Notese que há muitos benefícios que podem ser estabelecidos para as pessoas que gaguejam, tais como incentivo ao primeiro emprego, combate ao bullying, aumento na quantidade de sessões de atendimento fonoaudiológico nos planos de saúde, criação de uma disciplina específica sobre gagueira nos cursos universitários de fonoaudiologia etc.
26/05/2012
19h35min
Valterino Gomes da Costa (Valterino Gomes da Costa)
participo do grupo de apoio de Teresina (PI), que tem como coordenadora a fonoaudiologa Sonia, foi realizada uma discussão sobre este assunto de redução da conta telefonica, na reunião de abril, na minha opinião seria mais uma forma de discriminar a pessoa que gagueja e é uma ajuda insignificante. O ideal seria que as empresas de telecomunicações fizessem doações para que as instituições que visam a pessoa com gagueira, para que estas pudessem dar tratamentos gratuito, palestras para a familia das pessoas que gaguejam e conscientizassem a sociedade em geral que as pessoas portadoras de gagueira, são inteligentes e capazes, não motivo de deboche.
26/05/2012
16h19min
José Soares Silva (José Soares Silva)
Sou a favor de uma lei que obriga o ( SUS ) a facilitar o tratamento de alguém com esta deficiência na fala (gagueira)
26/05/2012
13h38min
Morgana (Morgana)
Eu acho desnecessário essa lei,já que quem gagueja ficará alvo de chacotas, o que peço é uma lei para que o governo faça um acordo com a firma que vende o aparelho que custa 9.990,00 reais que é muito caro que não posso compra para o meu filho queaps gagueja.... ah se alguém fizesse algo para conseguir comprar o Speecheasy !!!! Grata.
26/05/2012
12h11min
Mário Rocha (Mário Rocha)
Olá também sofro de disfluência, principalmente na hora de seminários... Estou querendo ajudar todos que ainda não conhecem o aplicativo para celular com Sistemas operacionais Android ou equipamentos Apple. O aplicativo DAF professional tem a mesma funcionalidade do speecheasy e é muito barato uns R$20,00 (o dólar subiu) O aplicativo me ajuda muito no dia dia, o único problema é que as pessoas me olham com um fone sempre!!! Fica ae a dica para vocês meus amigos que possuem a mesma dificuldade que eu! Abraços à todos.
26/05/2012
12h09min
elias zoby (elias zoby)
Penalizar as empresas de telefonia por causa dos gagos não é justo. Temos de lutar é para sermos enquadrados entre os deficientes físicos nos concursos públicos, visto gagueira em adultos ser realmente deficiência física e mais incapacitante do que algumas outras.
26/05/2012
11h57min
Mário Rocha (Mário Rocha)
Olá, estava lendo os comentários de todos nós que sofremos de disfluência e tb devo confessar que sofro muito com isso, mas fazer o que tenho tudo que quero e todos gostam de mim desse jeito! Fico muito bravo quando não me respeitam por esse probleminha que tenho e não me deixam me expressar no meu tempo.Deixo aqui uma solução para quem gostaria de comprar o speecheasy! Para quem possui um celular com Sistema Operacional Android ou Iphone podemos encontrar um aplicativo que faz a mesma função do speecheasy e o melhor custa menos de R$20,00 chamado DAF professional.Eu o uso e me ajuda bastante espero que alguém melhore também, pq só quem sofre com a fala sabe do que estamos falando
26/05/2012
11h45min
rodrigo costa (rodrigo costa)
sou contra esses tipos de leis que nos tratem como coitados, precisamos de leis concretas, como tratamento fonaudiologos melhores e gratuitos, sou gago desde que me reconheço como pessoas, luto contra isso o tempo todo, tentando melhorar minha auto estima, precisamos mesmo e tratamento de qualidade e acesso as tecnologias como o Speech Easy no preço mais acessivel...
26/05/2012
10h31min
flávia reiff (flávia reiff)
Não sou contra mas acho que os deputados deveriam se interessar mais pelo bom atendimento fonoaudiológico para quem tem gagueira> Tenho um filho de 9 anos, consegui atendimento pelo SUS em minha cidade, a fono ficava 10min com ele alegava não ter mais horários, tirando as incontáveis semanas que ele ficava sem atender devido as licenças que a profissional tirava.Hoje ele não faz mais acompanhamento nenhum. Talvez se tivesse levado adiante um tratamento com boa qualidade, com seriedade por parte dos profissionais do SUS hoje já não precisaria mais de fonoaudióloga.
26/05/2012
10h24min
Priscilla Sodré (Priscilla Sodré)
Acredito que a melhor lei a ser votada é aquela que garanta a todas as pessoas com gagueira um amparo terapêutico tanto fonoaudiológico quanto pscológico. É uma solução bem mais favoravel não só para facilitar as ligações telefônicas, mais sim para favorecer este indivíduo em qualquer ambiente social.
26/05/2012
07h53min
Rosendo Jesus (Rosendo Jesus)
Que tal uma lei para baixar o valor do Speech Easy?Isso sim nos beneficiaria muito.
25/05/2012
23h11min
flavia (flavia)
sou a favor de tudo q possa ajudar na vida da pessoa que gagueja...
25/05/2012
22h40min
luiz guilherme de souza félix (luiz guilherme de souza félix)
sou gago e sou contra..... esse desconto só vai aumentar a exposição e reforçar o preconceito.... o q deve acontencer é mostrar para os gagos que gagueira tem cura e o importante nao como se fala mas sim o que se fala!!!
25/05/2012
21h08min
Maria Antonieta Sofia (Maria Antonieta Sofia)
Sou contra, falo pelo que percebo do meu filho, que tem 12 anos e é gago, não acredito que seja favorecimento e sim uma forma de acentuar o preconceito, de fixar as diferenças existentes. Tenho certeza que a maioria dos gagos não querem ser tratados de forma "diferente", ao contrário, querem ser tratados como todo mundo.
25/05/2012
20h15min
Adilson da Hora (Adilson da Hora)
Vi pelos comentários que tem algumas pessoas a favor, outras contra.Sou a favor sim, não é esmola, e nem uma questão de ser inferior, é uma questão de direito, eu não me considero um anormal, mas já perdi vários empregos devido a gagueira, portanto, tenho uma dificuldade que coloca, em desvantagem em alguns aspectos, então nada melhor do que algo que nos coloque alguma vantagem.
25/05/2012
19h01min
Patrícia Araújo (Patrícia Araújo)
eu até já falei no grupo de apoio aqui em Natal, essa lei é perda de tempo, poderíamos lutar p/ ter mais sessões nos fonoaudiólogos em planos de saúde, mais flexibilidade nas apresentações da faculdade, enfim lutar por coisas mais úteis!
25/05/2012
18h42min
Geraldo Magela (Geraldo Magela)
Sou a favor que a Abragagueira trabalhe para conseguir tratamento nos órgãos públicos para gagos sem condições de pagar tratamento particular.Embora creia que a gagueira não tenha cura em adultos, acredito que tenha tratamento pra que o gago possa conviver com ela em harmonia junto à sociedade.
25/05/2012
17h57min
PAULO ALVES DE OLIVEIRA (PAULO ALVES DE OLIVEIRA)
olá sou paulo sou gago e apoio essa ideia embora não uso muito o telefone por conta da gagueira mas é uma ótima notícia muito bom bacana!!!
25/05/2012
17h21min
Givaldo Alves (Givaldo Alves)
Assim como o Sr. Roberto Alexandre, eu sou favorável a uma política afirmativa que garanta a universalização dos tratamentos para a gagueira. Entretanto, no que diz respeito ao projeto de redução das tarifas telefônicas, as tarifas telefônicas no Brasil são impraticáveis para gagos e não gagos e a qualidade da telefonia celular é lastimável. Como sempre digo, pra ficar ruim tem que melhorar muito. Logo, apoio e participo de qualquer movimento pela redução das tarifas e melhoria da qualidade dos serviços de telefonia, mas não quero ter uma tarifa diferente.
25/05/2012
16h43min
Flávio (Flávio)
Não concordo com a LEI ja temos delas demais. Isso será sim motivo de chacota por muito quando vier a público, e os gagos serão com certeza objeto de brincadeira de mal gosto. Não será alguns reais a mais no bolso do gago que o dará dignidade. Não percebem isso?
25/05/2012
16h36min
Fábio Oliveira dos Santos (Fábio Oliveira dos Santos)
Boa tarde pessoal, acredito que não precisamos disso, gaguejo desde a infância e tenho vencido barreiras a cada dia. Ser gago não é fácil, mas depende de nós sermos diferentes. Hoje estou com 30 anos e vejo que muita coisa mudou. Alguns medos e neuras acontecem, mas é normal, mas tento jogar no meu pensamento a todo momento que não sou diferente, mas que faço a diferença mesmo tendo esse problema vocal. Quem quiser me adicionar fique a vontade. Meu msn/email é fabiosoliver33@hotmail.com. Sejam felizes!
25/05/2012
16h21min
joelma rodrigues (joelma rodrigues)
Sou totalmente a favor ,tenho um filho que é gago ele tem 14 anos e percebi que ele fala muito pouco no celular ...ele usufrui mais de sms porque assim os créditos dele duram mais ele me falou,"mãe se eu ligar eu gaguejo e acabam meus créditos rápido"
25/05/2012
15h58min
Silas (Silas)
Sei que não será uma conquista fácil. Mas gostaria que fosse aprovado sim, pois ajudaria muitos de nós. Eu apoio e farei o que for para defender essa ideia!
25/05/2012
15h49min
Sthevo Damaceno (Sthevo Damaceno)
É positivo o fato de a gagueira entrar em evidência no Legislativo, mas não dessa forma. A tarifação é uma inutilidade frente de tantas outras coisas, de mais relevo e interesse, que poderiam ser formuladas. Uma maior abertura (e resolutividade) para queixas de difamação, por exemplo, ou maior acesso a tratamentos, ou até mesmo (e acho que isso sim seria revolucionário) um rigor maior em casos de perda de emprego ou desqualificação profissional pelo preconceito (que existe...). Enfim, seria um passo interessante, mas talvez na direção não tão correta assim.
25/05/2012
15h46min
Dani Rabelo (Dani Rabelo)
Devemos pensar nos diversos níveis de gagueira. Para os casos mais leves, pode parecer absurdo conceder um desconto para alguém que gagueja, porém, sabemos que existem pessoas que "sofrem" muito ao tentar falar um simples "Alô".
25/05/2012
14h29min
Carlos Eduardo Silva (Carlos Eduardo Silva)
Caros amigos, tenho 30 e sou gago também, pai de 2 filhos: uma menina de 11, que não gagueja, e de um bebê de 1 ano e meio. Pois bem, penso que todo gago gostaria de não gaguejar, esse é o ponto chave. Qualquer tipo de tratamento e discussão acerca do tema só existe porque gaguejar é algo que não se deseja. Imagino que uma lei como essa trará mais preconceito em relação aos disfêmicos, pois sempre somos taxados como pessoas fracas, tão somente por causa de um aspecto: a fala. Sem comentar que o gastos com uso do telefone são somente um problema dentre diversos que o gago enfrenta em seu cotiano. Portanto, acredito que se queremos tratar isonomicamenrte os gagos, devem ser criadas leis que facilitem o tratamento, seja fonoaudiológico, psicológico ou até tecnológico, incentivos à pesquisa na área de gagueira, aumento de oferta de especialização para fonoaudiólogos nesse ramo, etc. Por que não se cria a isenção dos impostos e financiamento público do speecheasy, um equipamento que, segundo se comenta, ajuda no tratamento? Enfim, essa lei, se criada for, pouco ou nada irá contribuir para melhorar a real situação das pessoas que tem gagueira, vez que não ataca o problema e sim uma consequência dele.
25/05/2012
11h59min
JILVANO JOÃO PINHEIRO PANTOJA (JILVANO JOÃO PINHEIRO PANTOJA)
Não acho legal essa idéia! Desse modo, ficamos com o pensamento que somos diferentes, que somos inferiores, assim a autoestima abaixa e dificulta qualquer expectativa de avanço de terapia fonoaudiológica.
21/05/2012
00h08min
JOSÉ MANOEL RIBEIRO DE PAULA (JOSÉ MANOEL RIBEIRO DE PAULA)
Sou contra. Hoje em dia, no mundo globalizado, principalmente no nosso avançado País, tudo é motivo para "projetos de lei". "Lei prá isso", "Lei práquilo", leis de proteção, leis de inclusão, leis de exclusão, leis de incriminação, leis de descriminalização, como se a presença e intervenção do Estado resolvesse problemas arraigados nas consciências deformadas por absoluta falta de educação. Sou gago, já enfrentei discriminação, gozação, etc., mas dispenso a burlesca ideia de se criar essa "lei" para beneficiar gagos, algo parecido com reserva de cotas raciais nas universidades. Gagueira, ou dislalia, é coisa séria, apresentase sob formas as mais variadas, há gagos que sequer conseguem falar, expressar sua ideia, outros são mais lentos, enfim, deve ser tratada com dignidade, respeito e real profundidade. O tratamento de fonoaudilogia, sim, como alguém sugeriu nesta coluna, será benvindo.
16/05/2012
17h51min
charles jackson (charles jackson)
a lei seria boa ate porque a metade do valor da fatura e imposto, as pessoas que se achan "normais" pensam que nos somos diferente , mas , a opnião mais importante e a nossa, nòs que temos que nos acharmos normais e não eles
16/05/2012
09h47min
Edeva de Almeida (Edeva de Almeida)
Bom dia a todos.... me chamo Edeva, casado, trabalho como vendedor e sou pessoa que gagueja. Acho muito boa essa iniciativa que é ao nosso favor... de fato agente que gagueja demora um pouco mais ao falar, achei ótimo isso...abraçox á todos
15/05/2012
20h49min
Luiz Claudio Silveira Monteiro (Luiz Claudio Silveira Monteiro)
Eu apoio esta lei e foi muito bom os comentarios
15/05/2012
20h10min
Melodi Witt (Melodi Witt)
Não sou favorável a essa lei. Acredito que isso serviria para REFORÃ+AR preconceitos. Cada pessoa tem um ritmo (ou vários ritmos) de fala e isso não deve ser uma condição para se discriminar alguém e nem para criar condições "especiais".
14/05/2012
21h36min
Norma Aparecida Craveiro Paronetto (Norma Aparecida Craveiro Paronetto)
Meu filho já recebeu tratamento de diversos profissionais, psicoterapia, fono e medicamentos, mas nenhum deles diagnosticou precisamente qual seria o seu problema. Ele gagueja às vezes, principalmente quando fala com estranhos. A fala envolve os processos mais elevados do pensamento, e por isso, acredito que a ciencia ainda tenha muito que evoluir nessa área. Quero louvar a Instituição Abragagueira, neste forum de discussão, pois tratase de uma iniciativa pioneira nesse assunto, com repercussão política, caso seja aprovada a lei que determina descontos em ligações celulares para pessoas com deficiência na fluência e temporalização da fala.
14/05/2012
15h11min
Leandro Fernandes Razzini (Leandro Fernandes Razzini)
Eu acho que não é legal essa idéia! Desse modo, ficamos com o pensamento que somos diferentes, que somos inferiores, assim a autoestima abaixa e dificulta qualquer expectativa de avanço de terapia fonoaudiológica.
12/05/2012
20h52min
Jerson Gallas (Jerson Gallas)
Resido em CX RS, tenho gagueira desde os seis anos de idade, tenho informações que foi desenvolvido remédios para amenizar os sintomas da fala, outra questão são os custos do tratamento ainda não são acessiveis a maioria da população da faixa salarial de 0 a 3 salários.
10/05/2012
11h23min
Edson Ferreira Marta (Edson Ferreira Marta)
Sou Fonoaudiólogo, disfêmico e pai de 2 filhos que apresentam a mesma dificuldade. Diariamente acompanho o noticiário e as iniciativas da Abragagueira. Diante de tantos avanços e conquistas, só temos que agradecer (eu, filhos e pacientes). Esta conquista, que não será a última é fruto do empenho, esforço, e dedicação por parte da Associação que não tem medido esforços em proporcionar uma melhor qualidade de vida e porque não dizer, humanização e inclusão às pessoas que gaguejam. Sou(somos) a favor do benefício. Sabemos que há muitas pessoas que gaguejam e que não tem acesso a um tratamentoa e acompanhamento fonoaudiológico. Mas, diante da Lei que está em discussão como será concedido esse benefício se muitos não tem acesso a um tratamento? Todos serão beneficiados ou somente aqueles que apresentarem algum tipo de declaração?.Abraços,Edson.
09/05/2012
15h04min
SUELY APARECIDA CARVALHO DE MEDEIROS (SUELY APARECIDA CARVALHO DE MEDEIROS)
Mensagem: Srs.Fui gaga por quase 19 anos, trocava o L pelo R tipo cebolinha sabe, e ainda rangia os dentes durante a noite. Se eu puder ajudar! Hoje não gaguejo mais, a não ser que eu esteja muito , muito nervosa mas mesmo assim é bem díficil, aprendi a falar o R e quando me casei, deixei de ranger os dentes.BeijosSuely
09/05/2012
11h26min
Camille Ferreira (Camille Ferreira)
Como estao os profissionais que da comunicacao?Quem representa os gagos na luta de sua possível melhora? Profissionais que ainda repetem a velha frase: "Respira, calma e fala....". Se os ditos 'normais' quando estão em uma situação de ansiedade se incomodam com tal frase, como pode nos dias atuais o profissional da comunicação (fonoaudiólogo) ainda se comportar de forma mecânica?Antes de qualquer coisa, devemos avaliar a apresentação ou representação ou ainda formação dos profissionais da fonoaudiologia. Que como qualquer outra profissão necessita de estudo, muito estudo e um pouco, digamos, de humanidade. Para tratar de e trabalhar um assunto tão serio: Gagueira.Para tanto não é preciso muito, talvez ter 'olhos de ver o invisível e ouvidos para ouvir o inaudível', assim podendo receber e acompanhar o renascer de um gago para a tal falada vida psicossocial. Que define: "A teoria do desenvolvimento psicossocial acredita que o crescimento psicológico ocorre através de estágios e fases, não ocorre ao acaso e depende da interacção da pessoa com o meio que a rodeia.
09/05/2012
10h12min
Roberto Alexandre Vitoria de Moraes Filho (Roberto Alexandre Vitoria de Moraes Filho)
Sou a favor de qualquer iniciativa em favor de quem gagueja, em especial, da universalização do atendimento fonoaudiológico a população e da disponibilização de tratamentos de qualidade gratuitos e a baixo custo para gagueira.
08/05/2012
20h34min
jose jacinto silva camelo (jose jacinto silva camelo)
Moro em Portugal e sou português,duvido que os donos das empresas de telecomunicações em Portugal sejam receptivos a este tipo de problemas e queiram abrir a discussão,seria menos lucros, a gente sabe como estes parasitas pensam,por isso bem hajam pela discussão e abertura no Brasil,mostram mais uma vêz de como se governa um país com decência.



Comentar PREENCHA O FORMULÁRIO ABAIXO E ENVIE A SUA MENSAGEM PARA COMENTAR ESTE TÓPICO
NOME: E-MAIL:
MENSAGEM:

Qualificação QUALIFICAÇÃO
 Média Atual:
4.5
PéssimoRuimRegularBomExcelente
selecione
Links Relacionados LINKS RELACIONADOS (Legislação Brasileira)
- Sobre a gagueira, preconceito e fonoaudiologia
- Proposta concede desconto em ligações para deficientes da fala
- Aspectos Jurídicos

Nome:      Email:      


Copyright © 2005/2017. Associação Brasileira de Gagueira - ABRA GAGUEIRA

powered by
ID360 NM