Fórum Online

Fórum Online


Através do Fórum Online você pode participar das discussões e projetos da ABRA GAGUEIRA.

Escolha um dos fóruns abertos e escreva a sua opinião sobre os temas sugeridos, faça perguntas, tire suas dúvidas e proponha novas discussões.

A ABRA GAGUEIRA não se responsabiliza pelo conteúdo das mensagens postadas nos fóruns e reserva-se o direito de excluir mensagens consideradas impróprias aos seus objetivos.


Questões mais frequentes de pais e professores sobre a gagueira infantil (Encontros)

sábado, 23 de outubro de 2010


A fonoaudióloga e doutoranda Claudia Fassin Arcuri, do Departamento de Fonoaudiologia da Unifesp traz orientações aos pais e professores sobre a gagueira infantil.

Segundo ela, a orientação a pais e professores sobre a gagueira é preconizada pela prevenção, favorece intervenção precoce, esclarece dúvidas e enfraquece mitos.
Dentre as dúvidas mais freqüentes que foram abordadas pela palestrante, podemos citar como exemplo:

a) O que é gagueira?
Distúrbio de comunicação em que o fluxo da fala é interrompido por repetições, prolongamentos, ou paralisações anormais - sem som - e sílabas. Pode também manifestar tensões corporais associadas.
b) Quais os fatores de risco para a gagueira?
Histórico familiar, início após os 3 anos e meio, ser do sexo masculino - há 4 homens para 1 mulher - apresentar outras desordens de fala e linguagem.
c) Gagueira é causada por problemas emocionais ou psicológicos?
Crianças e adultos que gaguejam não são mais propensos a ter problemas psicológicos ou emocionais do que aqueles que não gaguejam.
As reações podem ser conseqüência das dificuldades e às vezes dificulta ainda mais o quadro.
d) As crianças que gaguejam são mais tímidas ou nervosas?
Segundo estudos, não há diferença entre os comportamentos sociais e as características psíquicas das crianças que gaguejam com as que não gaguejam.
e) O que devo evitar?
- falar para a criança parar de gaguejar, pois as rupturas são involuntárias;
- dizer à criança pensar antes de falar.. O fluxo natural da fala é um processo automático, falar e pensar ocorrem simultaneamente;
- falar para a criança respirar antes de falar, a respiração também é processo automático.
f) Uma criança pode "pegar" gagueira?
Não, pois é um problema desenvolvimental mais complexo e não um resfriado. Por imitação é improvável.
g) Devo deixar de repreender o meu filho devido ao aumento das disfluências neste tipo de situação?
Não. As situações de estresse geram um aumento dos episódios de disfluência, entretanto você deve agir de modo a discipliná-lo da mesma maneira que faria com outra criança, visando a aquisição de conduta adequada para a sua idade.

h) Há uma nova cura para a gagueira?
Não há curas milagrosas para a gagueira. Dispositivos eletrônicos, medicações e terapias dão resultados diferentes para cada pessoa.
i) A gagueira influencia a aprendizagem da criança?
Alguns quadros de gagueira ocorrem com outras patologias relacionadas aos distúrbios de comunicação, mas não há relação entre gaguejar e ter problemas de aprendizagem.
j) Como promover a fluência em sala de aula?
- Agir com a criança disfluente da mesma maneira com outros alunos;
- Prestar atenção ao conteúdo e não a forma;
- A criança que gagueja tem dias melhores e piores, incentive a participação nos dias melhores e reduza as solicitações nos piores;
- Reduza a própria velocidade de fala;
- Se a criança estiver triste por causa da gagueira, converse com ela e mostre que todos tem diferenças;


Estas foram algumas das perguntas que foram discutidas e comentadas, baseadas na literatura referente a gagueira.




Comentários (2):
21/01/2013
02h21min
Aline (Aline)
Meu filho tem 2 anos e 4 meses , e quando rinha uns 2 anos ele ficou umas duas semanas gaguejando ... Depois passou e agora, cerca de 1 semana, voltou a gaguejar ao falar , mas qdo ele canta, ele nao gagueja. Ele sempre falou muito bem, com rico vocabulário ... Continua com riqueza de palavras e frases complexas, porém, tem gaguejado no inicio de quase toda frase há uma semana.... O quê faço??? Obrigada
07/07/2012
16h15min
fabiana frederico (fabiana frederico)
meu filho de 14 anos apresentou gagueira depois dos 5, com atendimento fono conseguiu superar e hoje mal é percebido sua disfunção, tenho agora uma filha que está com 2 anos e começa a apresentar sinais de gagueira, inclusive demonstra esforço facial para se comunicar algumas vezes, qual o melhor tratamento/diagnóstico para esta idade?



Comentar PREENCHA O FORMULÁRIO ABAIXO E ENVIE A SUA MENSAGEM PARA COMENTAR ESTE TÓPICO
NOME: E-MAIL:
MENSAGEM:

Qualificação QUALIFICAÇÃO
 Média Atual:
0,0
PéssimoRuimRegularBomExcelente
selecione
Links Relacionados LINKS RELACIONADOS (Encontros)
- Abertura
- Gagueira no adulto: como a fonoaudiologia pode tratar
- Etiologia e diagnóstico da gagueira: conceitos atuais
- Abertura
- Tecnologia para fluência da fala: o uso do Speecheasy no tratamento da gagueira

Nome:      Email:      


Copyright © 2005/2017. Associação Brasileira de Gagueira - ABRA GAGUEIRA

powered by
ID360 NM